Voltar ao site antigo

Barra Funda

Um dos bairros mais importantes da cidade de São Paulo, a Barra Funda possui o segundo terminal intermodal mais movimentado da Capital paulistana, cerca de 40 mil pessoas passam por dia em suas instalações.


Por que comprar em Barra Funda?

Um dos bairros mais importantes da cidade de São Paulo, a Barra Funda possui o segundo terminal intermodal mais movimentado da Capital paulistana, cerca de 40 mil pessoas passam por dia em suas instalações.

Perfil imobiliário

Com excelente infraestrutura o bairro da Barra Funda nos últimos anos recebeu diversos condomínios residenciais e comerciais, o que criou uma alta demanda de pessoas que desejam fixar moradia.

Gastronomia

Distante do círculo gastronômico de São Paulo, a Barra Funda tem como destaque alguns bares e restaurantes como, por exemplo, o botequim Valadares conhecido pelas cervejas servidas na temperatura ideal e guarnições bem servidas. Também podemos destacar o restaurante Bacalhau e Vinho & Cia, com porções bem servidas que alimentam mais de uma pessoa por porção.

Transporte Urbano

O bairro Barra Funda tem como destaque principal a mobilidade, pois possui o segundo terminal intermodal mais movimentado da capital.

O terminal rodoviário faz ligação com seis estados das regiões, sul, sudeste, leste e centro oeste.

A Linha 3 vermelha do metro (Palmeiras – Barra Funda / Corinthians – Itaquera) faz ligação com as Linhas de trem da CPTM (7 Rubi e 8 Diamante), a Linha 4 Amarela (Butantã / Estação da Luz), com a Linha 1 – Azul (Jabaquara / Tucuruvi), também da acesso as Linhas de trem da CPTM (10 Turquesa, 11 Coral e 12 Safira).

Lazer e Cultura

A região é privilegiada por abrigar o Memorial da América Latina, projetado por Darcy Ribeiro com arquitetura de Oscar Niemeyer, uma homenagem a todos os países sulamericanos.

O parque da Água Branca localizado entre Perdizes e a Barra Funda, que fora tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico , Artístico e Turístico.

No bairro também aberto a visitação a casa do escritor Mário de Andrade, que hoje funciona como Oficina Cultural Casa Mário de Andrade, centro especializado em estudo de Gêneros literários, Jornalismo, atividades com Texto e redação.

Ensino

Voltado ao ensino médio com técnico integrado está instalado no bairro da Barra Funda o Colégio Flamingo, o primeiro colégio do Estado de São Paulo a manter cursos de supletivo regulares devidamente autorizados e aprovados pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo.

Também instalado no bairro um dos maiores centros universitários da UNINOVE com cursos nas áreas de Exatas e Humanas e também o SENAC com cursos nas áreas de Exatas, Humanas e Tecnólogos.

História

O bairro da Barra Funda teve sua origem em 1850 quando Antônio da Silva Prado, o Barão de Iguape, loteou a Fazenda Iguape em chácaras. Uma dessas chácaras pertenceu ao Conselheiro Antônio Prado, neto do Barão de Iguape e que mais tarde viria a se tornar prefeito de São Paulo.

Alguns anos depois a chácara também foi loteada com a inclusão de outras áreas, o que originou o distrito da Barra Funda.

Os primeiros a fixarem residência nos lotes foram os italianos que prestavam seus serviços no elitizado bairro vizinho, considerado de classe alta (Campos Elísios) e também na construção da ferrovia que seria inaugurada no final deste século.

Com a inauguração da Estação Barra Funda da Estrada de Ferro Sorocabana, em 1875, a região passou a abrigar mais moradores e fez o bairro se desenvolver rapidamente.

No dia 07 de maio de 1902 foi lançado o bonde elétrico, que ligava a Barra Funda ao Largo São Bento, trajeto que passava pelas ruas Barra Funda, Brigadeiro Galvão, até seu ponto final na Anhanguera.

A crise de 1929 fez a região sofrer, resultado do fechamento ou deslocamento das indústrias. Muitos casarões foram abandonados se tornando cortiços. Apenas empresas de pequeno e médio porte suportaram a esse período.

A retomada do crescimento se deu a partir dos anos 70 com a chegada dos nordestinos. No final dos anos 80 a Barra funda é transformada em um Terminal Intermodal e ganha a mesma proporção do Terminal Tietê.