Cuidados essenciais ao realizar a avaliação de um imóvel

Publicado em 15/02/2021 às 12:09 por

Veja como avaliar o estado de conservação de um imóvel antes da compra.

Antes da compra de um imóvel, é necessário avaliar seu estado por dois motivos principais: saber se serão necessários reparos futuros (e qual será o grau de complexidade destes) e, consequentemente, analisar se o valor pedido é adequado ao atual estado de conservação.

Sendo assim, veja abaixo alguns pontos para se atentar ao visitar o imóvel e antes de fechar a compra.

Desgastes por tempo de uso

Primeiramente, é necessário considerar o tempo de uso do imóvel, isso porque alguns desgastes acontecem naturalmente com o tempo, como, por exemplo, nos registros de torneiras. Sendo assim, imóveis com mais tempo de uso podem necessitar de mais reparos.

Além disso, para imóveis mais antigos, é necessário avaliar também se o comprador precisará fazer alguma adaptação. Por exemplo, alguns imóveis podem necessitar de troca de tomadas para adequação a um novo padrão, ou mesmo podem ser necessárias atualizações na estrutura elétrica para suportar alguns aparelhos eletroeletrônicos.

Outros danos

Depois de considerar os desgastes por tempo de uso, é necessário verificar, mesmo em imóveis recém-construídos, se não há nenhum dano de estrutura que precise de reparos mais complexos, gerando custos extras ao comprador.

Confira cada detalhe da construção, acabamentos e instalações. Se a casa ou apartamento possuir móveis embutidos, não deixe de verificá-los.

Além disso, não se esqueça de avaliar também a infraestrutura do imóvel (garagem, quintal, área de lazer, etc.), mesmo que ele esteja em condomínio.

Alguns danos são mais visíveis, como rachaduras, partes quebradas ou soltas, ferrugem, infiltrações, vazamentos, mofo, desníveis, manchas, etc.

Pontos a serem avaliados

De forma geral, deve ser avaliado o estado de conservação dos seguintes aspectos:

Instalação hidráulica e elétrica;
– Portas e janelas;
– Paredes e muros;
– Pisos e rodapés;
– Pintura;
– Torneiras, chuveiros, ralos, tanques e pias;
– Armários e guarda-roupas;
– Existência de cupins;
– Garagem e área de lazer;
– Escadas e elevadores;
– Quintal e varanda.

Por fim, é importante lembrar que o processo de avaliação de imóveis deve ser conduzido por um profissional. Além de analisar todos esses aspectos, um corretor experiente saberá avaliar também outros critérios, como localização, por exemplo, que influenciam no valor final.

Mesmo assim, é importante o comprador estar atento a esses aspectos para poder tirar dúvidas com seu corretor sempre que sentir necessidade.